Marketing Digital no mercado automotivo? Por que usar?

Se você esperava que a era da transformação digital no mercado automotivo seria com carros voadores e combustíveis muito mais acessíveis, errou. Mas o Marketing Digital chegou para renovar o mercado.

Os dados não são apenas pós pandemia mundial, onde todos se adaptaram ao modo online, isso vem de antes. Em 2017, o Diretor da Indústria Automotiva no Google apresentou que 95% dos compradores de veículos utilizam o digital como fonte de informação e mais de 40% que assistiram vídeos sobre carros, visitaram a concessionária.

A internet é o espaço de pesquisa e decisão de compra mais relevante do mercado automotivo brasileiro!

E depois de 2020, claramente nos deparamos com uma nova forma de fazer negócios. Se antes a porcentagem da pesquisa online já era alta, depois que enfrentamos diversos lockdowns, a internet se tornou o principal meio de comunicação entre empresas e clientes.

Segundo Antônio Filosa, Presidente da Fiat no Brasil, antes da pandemia, o número de vendas via leads não chegava a 15%, em apenas um mês de vida apenas digital (durante a pandemia), o número chegou a 48% das vendas a partir de leads.

O consumidor se tornou mais digitalizado, o que expandiu as fronteiras de todo o mercado automotivo (assim como outros), e aquele consumidor que lá em 2012 visitava até 5 concessionárias antes de decidir sua compra, hoje faz outro caminho.

“Então todo consumidor impactado por um anúncio irá direto para concessionária comprar um carro zero?!”

Muita calma nessa hora, não é bem assim, claro. Os consumidores influenciados digitalmente apontam maior interesse em fechar o negócio, os leads gerados apresentam maiores chances de fechar um negócio e, sem dúvidas, estão mais propensos a comprar um carro.

Acontece que a transformação digital no mercado mudou a percepção do consumidor, de forma que ele não quer apenas comprar um carro, um produto ou um serviço, ele quer criar um relacionamento com a marca, quer conhecê-la e que ela faça parte da sua rotina de alguma forma.

E em terra digital, quem faz marketing digital de performance, é rei!

E esse relacionamento do qual estamos falando vai muito além do post diário em redes sociais, aqui começa a necessidade de gerar autoridade, gerar conteúdo, confiança, presença, ter oferta, em resumo: gerar VALOR para o consumidor.

E a partir daí, começamos a jornada de compras, onde vamos abordar desde o problema da nossa persona, a solução que podemos proporcionar e a encaminhar para a decisão de compra. Nesse caso, solucionar problemas de locomoção com um veículo próprio, por exemplo.

“Aaah mas ninguém quer comprar carro em 2021…”

E muitos outros questionamentos começam a surgir na mente dos desacreditados no mercado… “a economia está ruim”, “ninguém tem dinheiro” 👀

Além desses dados, a pandemia mudou a cabeça do consumidor (falaremos disso em outro blog). Enquanto em 2018, 1 em cada 100 consumidores comprou um carro online, em 2020 a relação foi de 1 em cada 10. Junto disso, temos a relação de 73% dos compradores que estão dispostos a negociar de forma online, sem sair de casa. E não somos nós dizendo, esses dados são resultado de pesquisas do próprio Google.

Entender essas mudanças e, principalmente, adaptar-se a elas é essencial. O seu cliente de Março/2020 não é mais o mesmo de Julho/2021, as necessidades mudaram, os desejos mudaram, claramente seu modo de vender para ele precisa mudar também.

O Marketing Digital não é moda que veio convencer que a internet é um bom lugar de vendas, ele veio para ficar e mostrar que sem ele, você não vende, pois se você não está na internet, você não existe; e se você está, se não faz Marketing Digital, está usando a internet de forma errada para o seu negócio.

Mas nem tudo está perdido! Nós preparamos um e-book para você entender mais o poder do Marketing Digital no mercado automotivo, caso você ainda não esteja convencido. Você baixá-lo aqui.

Uma boa leitura! Esperamos seu feedback. E não deixe de acompanhar nossos conteúdos!

Aproveite e compartilhe este texto!

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

veja também: